Quem escreve

Tenho 35 anos e sou jornalista formada há 10 anos.

Há nove anos sou responsável pela área de comunicação institucional de entidades com a responsabilidade de traçar um plano estratégico e desenvolver ações com o objetivo de dar visibilidade à entidade, garantir a execução do plano de comunicação e produzir diversos materiais, incluindo campanhas institucionais.

Cursei no primeiro semestre de 2017 a disciplina Direitos e Diversidades: o Tema da Luta por Reconhecimento de Direitos para Grupos Sociais Vulneráveis no Âmbito das Teorias da Justiça como aluna especial no mestrado de Direitos Humanos da Faculdade de Direitos da Universidade de São Paulo (FDUsp), onde pretende ingressar em breve como aluna regular.

Finalizei em julho de 2014 a pós-graduação e especialização em jornalismo social pela COGEAE/PUC-SP, onde analisei as matérias sobre violência doméstica divulgadas no jornal O Estado de S. Paulo para verificar a abordagem da Lei Maria da Penha nos sete primeiros anos de vigência da lei. O objetivo é levantar a reflexão sobre a importância dos meios de comunicação na garantia dos direitos humanos das mulheres e, especificamente, na divulgação e promoção da lei conforme previsto no artigo 8º da Lei Maria da Penha.

Anúncios